(21) 2042-1717 | Whatsapp (21) 98381 4731
­

Zona Norte, Rio de Janeiro: 90kWp

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Transforme Gasto em Investimento Fotovoltaico, Receba a sua Proposta.

Instalação 70 kWp, autoconsumo remoto, RJ

Foram instalados 216 painéis cobrindo um telhado de 430m2, e nosso cliente ira economizar ~R$8.300 ao mês, com a energia gerada destinada ao local da instalação, uma casa de retiro, e a uma escola em Petrópolis, a 90km da geração, gracas ao sistema de compensação de geração distribuída, modalidade chamada de “autoconsumo remoto.”

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Projeto da Kraft em Clinica & Academia, 54 painéis, economia anual de ~R$25 mil

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Kraft na TV Record. Escola vai economizar R$1.200/mês. Vida útil > 30 anos


Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Economia de R$700/mês. Gera energia por > 30 anos

Este cliente instalou um sistema de 23 painéis fotovoltaicos em Botafogo, e vai poder viver em conforto sem se preocupar com a conta de luz durante algumas décadas!

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Colégio na Zona Sul/RJ reduz conta de Luz

Sera a 2a maior instalação da Zona Sul do Rio de Janeiro, e a 4a maior da area de concessão da Light.
Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

 

Quanto Você Gasta com Energia Elétrica e Quanto Custa o kWh Solar?

Você tem interesse em energia solar fotovoltaica, porque alem de querer fazer bem ao planeta, a sua conta de luz esta pesando no seu bolso?

Exemplo: você gasta R$400/mês na conta de luz, em 25 anos com inflação de 4,5% você gastara R$224.000.

O valor do investimento na sua própria geração depende do tamanho da instalação, mas como guia geral, quanto maior, mais rápido o retorno, que varia entre 3 a 5 anos de conta de luz.

O ideal seria instalar o seu próprio gerador fotovoltaico imediatamente, porque uma vez instalado com manutenção minima, o custo adicional do kWh de energia do sol, é R$0,00!

Mas o valor dos equipamentos esta caindo, não seria melhor esperar? Definitivamente não! Porque? Usemos o retorno de 5 anos (20% ao ano), apenas valeria esperar se você estiver com certeza de que a queda do custo do investimento da instalação ira ser maior do que o retorno ao ano: com retorno em cinco anos precisa acreditar que a instalação vai cair MAIS do que 20% ao ano.

Instalamos em menos de três meses. Você começa a economizar imediatamente, o sol ira devolver o seu investimento em poucos anos, e você ainda terá muitos anos pela frente sem pagar nada ao sol pela energia.

Nos envie os seus dados de consumo, e lhe enviaremos um orçamento com todos os detalhes específicos para o seu caso.

Clique aqui agora para entrar em contato via WhatsApp 

 

 

 

 

Kraft Energia, empresa certificada com o selo Portal Solar

A obtenção do certificado é um processo rigoroso, e emitido apenas para empresas com múltiplas instalações homologadas pela distribuidora / Aneel.

Segue o link da nossa pagina no Portal Solar: AQUI

Clique aqui agora para entrar em contato via WhatsApp 

 

O Sol é livre para todos: não faz reajustes, nem bandeiras

Com o seu próprio gerador fotovoltaico, a energia gerada sera livre de reajustes, livre de tributos, livre de bandeiras. A energia do sol é gratis.

 

Grafico: Folha de Sao Paulo, Conta de luz pode subir mais 9% em 2018.

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Atendemos residencias, comércios e industrias, fazendas.

Energia Fotovoltaica mais Interessante com Juros Baixos

Premissas: CDB: DI 2020, liquido de 15% tributos; Inflação: IGP-M (FGV), retorno da geração própria ilustrativa. data 7/1/2018.

Solicite um orçamento para instalar a sua própria geração de energia elétrica e produza 100% do seu consumo, e deixe seu dinheiro render mais.

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Viva com conforto com mais Energia!

Não aguenta mais o calor? As temperaturas aumentaram nesses últimos anos?

Instalou ar condicionado, mas usa menos do que deseja pelo custo alto da energia elétrica?

Gere a sua energia em casa aproveitando a energia do próprio sol!

Hoje, num telhado de 80 m2, você consegue tranquilamente instalar um sistema fotovoltaico de 10 kWp, que produzira aproximadamente 1.250 kWh por mês. Quem paga uma tarifa de R$0,80 o kWh, obtém uma economia de R$1.000 por mês. Uma vez instalado, você não paga mais nada pela energia limpa produzida!

Clique aqui agora para entrar em contato via WhatsApp 

Instalação Solar Fotovoltaica Customizada

Porque é essencial contratar uma empresa especializada para instalar o seu gerador fotovoltaico:

  • Escolha de equipamentos homologados
  • Projeto, memorial, engenharia elétrica, dimensionamento
  • Instalação, homologação
  • Garantias, manutenção, monitoramento

Enviamos grátis uma proposta customizada para sua residencia, empresa, fazenda, sitio ou industria.

Clique aqui para começar 

 

Quantos Painéis Fotovoltaicos e Qual Espaço?

Na Kraft Energia usamos uma formula super simples para orientar os nossos clientes:

Por cada 110 kWh consumido por mês e que você deseja gerar, você precisa de 1 kWp de potencia instalada (aprox. 3 placas de 2 metros quadrados cada).

Por exemplo: na media você consome 450 kWh/mês.  450/110 = sistema de 4 kWp = 12 placas.


Obs: Esses números irão depender do local da instalação, orientação e inclinação do telhado, sombreamento, entre outros fatores, não consideramos a cobrança por demanda da distribuidora, nem tributos ex. ICMS sobre TUSD, nos consultar para maiores detalhes.

Entenda as etapas e prazos para conectar o seu sistema fotovoltaico na distribuidora

Processo incontornável da instalação de projeto solar fotovoltaico, a Kraft Energia toma conta de todos os aspectos do projeto. O cliente não precisa se preocupar, apenas entender os prazos. Entregamos o projetos chaves-na-mão.

Fonte: ANEEL, Micro e Minigeração Distribuída, Sistema de Compensação de Energia Elétrica, 2a edição

Clique aqui agora para entrar em contato via WhatsApp 

Sobre a Kraft Energia

A Kraft Energia é uma empresa Brasileira de projetos de geração de energia, entre elas a fonte solar fotovoltaica, com atuação nacional.  Desenvolvemos projetos de geração, tanto de microgeração como de minigeração de energias renováveis, on-grid e off-grid, no local do consumo ou em sistemas remotos (autoconsumo remoto), usina solar propria ou alugada. A Kraft Energia já instalou e/ou assinou projetos somando > 500kwp, inclusive o segundo maior da Zona Sul do RJ, quarto maior da area de concessão da Light, de 163 kWp.


MISSÃO: Desenvolver e oferecer Soluções de Energia para todos que seja:  Mais Limpa, Renovável, Mais Eficiente e Mais Acessível

VALORES:  Pessoas, Empreendedorismo, Sustentabilidade, Tecnologia, Qualidade e Segurança

VISÃO: Ser a empresa brasileira líder no fornecimento de soluções turn-key de energia renováveis focada no cliente.


Clique aqui agora para entrar em contato via WhatsApp 

Geração Distribuída Conectada a Rede

Segue o gráfico principal que explica o sistema de compensação:

sistema-compensacao-gd

Passos:

  1. Solicite a Kraft Energia uma simulação gratuita
  2. Desenhamos e instalamos seu gerador fotovoltaico, aprovamos tudo na distribuidora, e você ira gerar até 100% do seu consumo anual de energia elétrica. A distribuidora troca seu medidor por um bidirecional, medindo toda energia entrando da rede e toda energia que você enviar para rede do seu gerador fotovoltaico.
  3. A troca de um consumo minimo de 100 kWh/mês (baixa tensão, conexão trifásica; para alta tensão: paga a demanda contratada), você continua conectado a rede da distribuidora, e nos momentos em que o seu gerador fotovoltaico não gerar energia suficiente, por exemplo a noite, a rede da distribuidora suprira a sua energia.  Quando você não consumir a sua energia solar, você envia para rede, e gera créditos de energia para usar em até 5 anos.

Clique aqui GUIA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA para baixar o o documento completo.

Quem pode entrar gerar a sua própria energia elétrica?

As categorias são:

  1. Geração distribuída junto a carga: uma unica residencia ou comercio ou industria.
  2. Empreendimentos com múltiplas unidades consumidoras: condomínios horizontais ou verticais, residenciais ou comerciais.
  3. Autoconsumo remoto: duas ou mais unidades consumidoras que pertencem ao mesmo titular (PF ou PJ).
  4. Geração compartilhada: consumidores diversos reunidos em cooperativa ou consorcio.

Obs.: todas as unidades consumidoras e a geração tem que ser na mesma área de concessão da distribuidora.

 

Clique aqui para solicitar o seu orçamento via WhatsApp 

Lucro para Condomínios

interior_3-compressor

Grande oportunidade para condomínios e condôminos!

Artigo publicado do Bruno Calixto escrevendo na revista Época:

“Com novas regras, quem mora em apartamentos também poderá receber créditos na conta de luz ao instalar painéis solares…

Com as novas regras, será possível instalar painéis solares em outros terrenos, outra localidade além do telhado da sua casa. Antes, se o local de instalação não consumisse energia, você não poderia instalar o painel. Agora não. Um consumidor pode colocar os painéis em um terreno sem construção e compensar essa energia em sua casa ou escritório. Essa medida beneficia quem não tem um telhado – moradores de condomínios, por exemplo – ampliando e muito o mercado para energia solar…

…Outra mudança interessante é a ideia de compartilhar os créditos recebidos. Com a nova resolução, consumidores poderão se organizar em cooperativas ou consórcios, dividindo os custos da instalação do painel. A compensação por essa energia é abatida na forma como os consumidores escolherem – pode ser em partes iguais, ou alguns podem receber mais créditos do que outros…”

Fonte: epoca.globo.com

 

ANEEL amplia possibilidades para micro e minigeração distribuída

Solar com Seguidores

ANEEL amplia possibilidades para micro e minigeração distribuída
24/11/2015
A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou, nesta terça-feira (24/11), aprimoramentos na Resolução Normativa nº 482/2012 que criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, permitindo que o consumidor instale pequenos geradores (tais como painéis solares fotovoltaicos e microturbinas eólicas, entre outros) em sua unidade consumidora e troque energia com a distribuidora local com objetivo de reduzir o valor da sua fatura de energia elétrica.

Segundo as novas regras, que começam a valer a partir de 1º de março de 2016, será permitido o uso de qualquer fonte renovável, além da cogeração qualificada, denominando-se microgeração distribuída a central geradora com potência instalada até 75 quilowatts (KW) e minigeração distribuída aquela com potência acima de 75 kW e menor ou igual a 5 MW (sendo 3 MW para a fonte hídrica), conectadas na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.

Quando a quantidade de energia gerada em determinado mês for superior à energia consumida naquele período, o consumidor fica com créditos que podem ser utilizados para diminuir a fatura dos meses seguintes. De acordo com as novas regras, o prazo de validade dos créditos passou de 36 para 60 meses, sendo que eles podem também ser usados para abater o consumo de unidades consumidoras do mesmo titular situadas em outro local, desde que na área de atendimento de uma mesma distribuidora. Esse tipo de utilização dos créditos foi denominado “autoconsumo remoto”.

Outra inovação da norma diz respeito à possibilidade de instalação de geração distribuída em condomínios (empreendimentos de múltiplas unidades consumidoras). Nessa configuração, a energia gerada pode ser repartida entre os condôminos em porcentagens definidas pelos próprios consumidores.

A ANEEL criou ainda a figura da “geração compartilhada”, possibilitando que diversos interessados se unam em um consórcio ou em uma cooperativa, instalem uma micro ou minigeração distribuída e utilizem a energia gerada para redução das faturas dos consorciados ou cooperados.

Com relação aos procedimentos necessários para se conectar a micro ou minigeração distribuída à rede da distribuidora, a ANEEL estabeleceu regras que simplificam o processo: foram instituídos formulários padrão para realização da solicitação de acesso pelo consumidor. O prazo total para a distribuidora conectar usinas de até 75 kW, que era de 82 dias, foi reduzido para 34 dias. Adicionalmente, a partir de janeiro de 2017, os consumidores poderão fazer a solicitação e acompanhar o andamento de seu pedido junto à distribuidora pela internet.

A Agência acompanhará de perto a implantação das novas regras do Sistema de Compensação e prevê que até 2024 cerca de 1,2 milhão de unidades consumidoras passem a produzir sua própria energia, totalizando 4,5 gigawatts (GW) de potência instalada.

Desde a publicação da Resolução em 2012 até outubro deste ano, já foram instaladas 1.285 centrais geradoras, sendo 1.233 (96%) com a fonte solar fotovoltaica, 31 eólicas, 13 híbridas (solar/eólica), 6 movidas a biogás, 1 a biomassa e 1 hidráulica. (DV/DB)

Fonte: http://www.aneel.gov.br/aplicacoes/noticias/Output_Noticias.cfm?Identidade=8955&id_area=90

Oportunidade de economias com geração própria

Em parceria com a ANEEL, o Instituto Ideal criou um excelente site para introduzir o tema de geracao propria:

http://www.americadosol.org/guiaFV/

BONS MOTIVOS PARA INSTALAR
UM MICROGERADOR EM MINHA CASA,
EMPRESA OU INDÚSTRIA

O custo da eletricidade tem aumentado ao longo do tempo, enquanto o
valor para instalar sistemas fotovoltaicos faz o caminho inverso, diminuindo
anualmente. Com a nova regulação da ANEEL, que permite a injeção
de energia na rede em troca de créditos em kWh na conta de luz, a geração
descentralizada de energia fotovoltaica tornou-se uma opção interessante
para consumidores residenciais de quase todo o Brasil.

Esse tem se tornado um investimento cada vez mais atrativo, porque,
após recuperar o investimento inicial, você terá economias significativas
no longo prazo. Lembre-se que um sistema fotovoltaico gera energia
por pelo menos 25 anos, e sua conta de luz poderá ser reduzida
para o valor mínimo.

Além disso, você contribuirá para reduzir o impacto ambiental de sua casa,
empresa ou indústria. Ao consumir a energia que é gerada em sua
propriedade, você elimina as perdas ocorridas na transmissão
e distribuição. Quando você não está consumindo, a energia gerada
e injetada passa pela rede da distribuidora e é utilizada por seus vizinhos.

Outra vantagem é a valorização de seu imóvel,
pois essa é uma tecnologia bastante inovadora no Brasil.

 

Sistemas Grid-Tie: Geração de fontes Renováveis

Desde 17 de abril de 2012, quando entrou em vigor a Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade. Trata-se da micro e da minigeração distribuídas de energia elétrica, inovações que podem aliar economia financeira, consciência socioambiental e autossustentabilidade. Veja aqui quantos consumidores já estão operando como micro e minigeradores no Brasil.

Os estímulos à geração distribuída se justificam pelos potenciais benefícios que tal modalidade pode proporcionar ao sistema elétrico. Entre eles, estão o adiamento de investimentos em expansão dos sistemas de transmissão e distribuição, o baixo impacto ambiental, a redução no carregamento das redes, a minimização das perdas e a diversificação da matriz energética

De acordo com a Resolução Normativa nº 482/2012, os microgeradores são aqueles com potência instalada menor ou igual a 100 quilowatts (kW), e os minigeradores, aqueles cujas centrais geradoras possuem de 101 kW a 1 megawatt (MW). As fontes de geração precisam ser renováveis ou com elevada eficiência energética, isto é, com base em energia hidráulica, solar, eólica, biomassa ou cogeração qualificada.

Crédito de energia

A novidade da norma é simplificar a conexão das pequenas centrais à rede das distribuidoras de energia elétrica e permitir que a energia excedente produzida possa ser repassada para a rede, gerando um “crédito de energia” que será posteriormente utilizadopara abater seu consumo. Um exemplo é o da microgeração por fonte solar fotovoltaica: de dia, a “sobra” da energia gerada pela central é passada para a rede; à noite, a rede devolve a energia para a unidade consumidora e supre necessidades adicionais. Portanto, a rede funciona como uma bateria, armazenando o excedente até o momento em que a unidade consumidora necessite de energia proveniente da distribuidora.

O saldo positivo desse crédito de energia não pode ser revertido em dinheiro, mas pode ser utilizado para abater o consumo em outro posto tarifário (ponta/fora ponta), quando aplicável, em outra unidade consumidora (desde que as duas unidades estejam na mesma área de concessão e sejam do mesmo titular) ou na fatura do mês subsequente. Os créditos de energia gerados continuam válidos por 36 meses.

Condições para a adesão

Compete ao consumidor a iniciativa de instalação de micro ou minigeração distribuída – a ANEEL não estabelece o custo dos geradores e tampouco eventuais condições de financiamento. Portanto, o consumidor deve analisar a relação custo/benefício para instalação dos geradores, com base em diversas variáveis: tipo da fonte de energia (painéis solares, turbinas eólicas, geradores a biomassa, etc), tecnologia dos equipamentos, porte da unidade consumidora e da central geradora, localização (rural ou urbana), valor da tarifa à qual a unidade consumidora está submetida, condições de pagamento/financiamento do projeto e existência de outras unidades consumidoras que possam usufruir dos créditos do sistema de compensação de energia elétrica.

Por fim, é importante ressaltar que, para unidades consumidoras conectadas em baixa tensão (grupo B), ainda que a energia injetada na rede seja superior ao consumo, será devido o pagamento referente ao custo de disponibilidade – valor em reais equivalente a 30 kWh (monofásico), 50 kWh (bifásico) ou 100 kWh (trifásico). Em situação análoga,  para os consumidores conectados em alta tensão (grupo A), a parcela de energia da fatura será zerada,  sendo que a parcela da fatura correspondente à demanda contratada será faturada normalmente.

Clique aqui agora para entrar em contato via WhatsApp